quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Foste a suavidade
do granito na minha
pele bêbada
de luar nos
teus olhos.

20.01.2016

Turku


João Bosco da Silva
Não sei o que seria pior:
esquecer o teu nome
ou o teu cheiro
numa manhã
de Primavera.

Não sei o que seria pior:
esquecer o teu nome
ou o murmúrio
do meu nos teus
lábios de sonho.

20.01.2016

Turku


João Bosco da Silva
Depois, gostava de
Me encontrar em ti
Com os dedos e
Sentir neles o
Calor do teu brilho.

20.01.2016

Turku


João Bosco da SIva